Pular para o conteúdo principal

Lista dos Estados que possuem Delegacias de Polícia de combate aos Crimes Cibernéticos

Esta ideia começou com o post sobre os órgãos especializados no enfrentamento aos crimes virtuais, que estava desatualizado. Estou fazendo essa atualização com vistas a uma melhor orientação às pessoas. Muitos já copiaram e replicaram este post, sem atualizar os dados e sem referenciar a fonte, mas o que importa é a difusão da informação.

O primeiro aspecto de um registro de ocorrência de um crime virtual é saber o que levar ao conhecimento da Polícia Judiciária. Por isso, sugiro a leitura do post sobre como proceder em casos de crimes virtuais, deste blog.
Então, vamos à lista dos Estados brasileiros onde você pode encontrar atendimento especializado, não esquecendo que se você não se encontra na cidade ou Estado em que há um órgão policial específico você pode e deve registrar a ocorrência na Delegacia de Polícia mais próxima. O que não pode é deixar o fato sem o conhecimento de uma Autoridade Policial.

Rio Grande do Sul: possui delegacia específica, criada em 28/05/2010. É a Delegacia de Repressão aos Crimes Informáticos (DRCI) do Departamento Estadual de Investigações Criminais - DRCI/DEIC. A DRCI fica na Av. das Indústrias, 915 - São João, Porto Alegre - RS. O telefone de contato é (0xx51) 3288-9817, e-mail drci@pc.rs.gov.br.

Paraná: Nuciber da Polícia Civil do Paraná, sito na Rua José Loureiro, 376, 1º andar – sala 1  – Centro – 80010-000 – Curitiba-PR, Tel:(41) 3304-6800, e-mail cibercrimes@pc.pr.gov.br. Possui uma página específica, com várias informações e orientações: http://www.nuciber.pr.gov.br/.

São Paulo: Divisão de Investigações Gerais – DIG, que contempla a 4ª Delegacia de Delitos Cometidos por Meios Eletrônicos DIG/DEIC, localizada na Avenida Zack Narchi,152 - Carandiru, São Paulo/SP (CEP: 02029-000), telefone: (0xx11) 2224-0300 e e-mail 4dp.dig.deic@policiacivil.sp.gov.br. A DIG também contempla outras três Delegacias: 1ª Delegacia de Polícia de Investigações sobre Propriedade Imaterial; 2ª Delegacia de Polícia de Investigações sobre Estelionato e Crimes contra a Fé Pública; e, 3ª Delegacia de Polícia de Investigações sobre Fraudes Financeiras e Econômicas.

Rio de Janeiro: possui a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), com endereço na Avenida Dom Hélder Câmara, 2066 – Bairro Jacarezinho, Rio de Janeiro/RJ (CEP 21050-452), telefones: (021) 2202-0277 / 2202-0278 / 2202-0281 / 2202-0282 / 2202-0285 e e-mail drci@pcivil.rj.gov.br.

- Distrito Federal: possui a Delegacia de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC), situada no SPO, Lote 23, Bloco D - Ed. do DPE - Complexo da PCDF - Brasília/DF (CEP: 70610-907), com telefone de atendimento (61)3207-4902 (todos os números neste link: https://www.pcdf.df.gov.br/informacoes/lista-telefonica/94/drcc-delegacia-especial-de-repressao-aos-crimes-ciberneticos). E-,mail: drcc-atendimento@pcdf.df.gov.br.

Espírito Santo: Delegacia Especializada de Repressão aos Crimes Cibernéticos - DRCC, titularizada pelo Delegado de Polícia Brenno Andrade, com endereço na Avenida Marechal Campos, 1236, bairro Bonfim, Vitória/ES, telefone (0xx27) 3137-2607 e e-mail drcc.cartorio@pc.es.gov.br e brenno.andrade@pc.es.gov.br.

Minas GeraisDEICC – Delegacia Especializada de Investigação de Crimes Cibernéticos, com endereço na Avenida Francisco Sales, 780, Santa Efigênia, Belo Horizonte (CEP 30260-070), Telefone (31) 3223 6943 e (31) 3223 69874. E-mail crimesciberneticos@pc.mg.gov.br.

- Piauí: possui a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática - DRCI. Titular é o Delegado de Polícia Anchieta Nery. Fica na Rua Governador Raimundo Artur Vasconcelos, número 971, ao lado do Instituto de DNA Forense, em Teresina-PI, e possui o seguinte e-mail para contato: drci@pc.pi.gov.br.

Pará: possui a Diretoria Estadual de Combate à Crimes Cibernéticos- DECC/PC-PA, titularizada pela Delegada de Polícia Vanessa Lee, que está situada na Av. Magalhães Barata, 209, Nazaré, Belém-PA, com e-mail deccc.pa@policiacivil.pa.br.

- Tocantins: possui a Divisão Especializada de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC), possuindo como responsáveis os Delegados DPC Roger Knewitz - titular e DPC Claudemir Luiz Ferreira - Adjunto. Está situada no Complexo II de Delegacias Especializadas - Av. Teotônio Segurado, Qd. 202 sul, Conj. I, Lt.04, Plano Diretor Sul, Palmas/TO (CEP 77001-002), com telefones: (63) 3218-1125 / 3218-1197. Email: atendimento.drcc@ssp.to.gov.br.

- Maranhão: há o Departamento de Combate aos Crimes Tecnológicos, vinculado à Superintendência Estadual de Investigações Criminais - DCCT/SEIC, situado na Rua do Correio, s/n, Bairro de Fátima, São Luís/MA., com telefone (98) 3214-8657. E-mail: dcct.seic@policiacivil.ma.gov.br.

Pernambuco: possui a Delegacia de Polícia de Repressão aos Crimes Cibernéticos e possui como responsável o Delegado de Polícia Eronides Menezes. O telefone de contato é 081-3184-3207 ou final 3214 e e-mail dpcrici@policiacivil.pe.gov.br. Está localizada na Rua da Aurora, 487, Boa Vista, Recife/PE.

- Sergipe: possui a Delegacia de Repressão a Crimes Cibernéticos (DRCC) - localizada no DEPATRI (Departamento de Crimes Contra o Patrimônio) - Rua José de Oliveira Filho, nº 50, Praça Poeta Clodoaldo de Alencar, Conjunto Leite Neto, Bairro Grageru, Aracaju/SE (CEP 49027-160), Telefone 79-3194-3100. E-mail: drcc@pc.se.gov.br.

- Bahia: possui o Grupo Especializado de Repressão aos Crimes Eletrônicos (GME), titularizado pelo Delegado de Polícia João Roberto Cavadas, situado na Rua Tristão Nunes, s/n, prédio da polícia civil, 3 andar, com e-mail de contato gme@pcivil.ba.gov.br e joao.cavadas@pcivil.ba.gov.br, telefone 071-3117-6109.

- Mato Grossocriou, em outubro de 2010, a GECAT (Gerência Especializada de Crime de Alta Tecnologia), transformada por Lei em 2020 em Delegacia de Repressão a Crimes Informáticos. O responsável é o Delegado de Polícia Eduardo Botelho. O telefone de contato é o (65) 3613-5699. Também, possui tratativas de implantação, junto à Diretoria de Inteligência, de um CIBER-LAB.

Goiás: possui a Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Cibernéticos - Delegada de Polícia Titular: Sabrina Leles de Lima Miranda - Endereço: Rua R17, n.379, Setor Oeste, Goiânia-GO - Tel: 62-3201-2650. E-mail: crimes.ciberneticos@policiacivil.go.gov.br.

- Alagoas: possui a Gerência de Recursos Especiais/DEIC/Seção de crimes cibernéticos, cujo responsável é o DPC José Carlos André dos Santos. A Gerência fica na Avenida Dr. Jorge Montenegro de Barros, 3833, Santa Amélia, Maceió/AL (CEP: 57.063-000), telefone (82)3315-1929. E-mail: crimesciberneticos@pc.al.gov.br.

- Santa Catarina: possui a Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática - DRCI/DEIC, titularizada pelo DPC Felipe Rosado, situada na Rua Henrique Alvim Correia, 232, Bairro Areias, São José/SC, com telefone (48) 3665-9500 e e-mails drci@pc.sc.gov.brdeic@pc.sc.gov.br.]

- Amazonas: possui a Delegacia Especializada em Repressão aos Crimes Ciberneticos, stiuada na Avenida Pedro Teixeira, 180 – Dom Pedro, Manaus – AM –Brasil (CEP  69040-000), com telefones (92) 3214-2235 e (92) 99962-2376. Email: crimes-ciberneticos@policiacivil.am.gov.br.

Rondônia: não possui um órgão específico, mas formou duas turmas de alunos, entre agentes e delegados, em Agosto/Setembro de 2009, habilitando profissionais de várias delegacias. Portanto, você pode se dirigir a qualquer DP e registrar o fato que, certamente, não ficará sem apuração. Rondônia também possui uma Delegacia Interativa, para registro de ocorrências online.

Acre, Amapá, dentre outros lugares, também ainda carecem de órgão específico.

Caso tenham alguma sugestão de alteração/inclusão, por favor comentem.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Facebook: endereço de envio de intimações e/ou ordens judiciais

Achei interessante atualizar (fev/2018) esse post de outubro de 2011, visando deixar a informação mais correta e atualizada em relação aos procedimentos no Facebook:
Várias pessoas me perguntam(vam) sobre o endereço do Facebook, que anunciou, em 2011, abrir um escritório no Brasil.
Todo o procedimento de tratamento está explicado no nosso livro, escrito com o Dr. Higor Jorge: Crimes Cibernéticos - Ameaças e Procedimentos de Investigação. Veja como adquirir o livro: Como adquirir os livros? O resultado da pesquisa do registro do domínio nos remete a um escritório de registro de propriedade intelectual, porém, o escritório para envio de ordens judiciais e/ou intimações, além de requerimentos, é o seguinte: FACEBOOK SERVICOS ONLINE DO BRASIL LTDARua Leopoldo Couto de Magalhães Júnior, 700, 5º Andar, Bairro Itaim Bibi, São Paulo-SP, CEP 04542-000
- Fonte: Jucesp Online Não sabíamos como seria o tratamento das informações e respostas às solicitações das chamadas forças da lei (law enforcemen…

Estamos entre os melhores Delegados de Polícia, segundo Censos de 2017, 2018 e 2019

No ano de 2017 já havíamos sido agraciados com a distinção e citação dentre os melhores Delegados de Polícia na Categoria Jurídica. 


Em 2018 e 2019, segundo o Portal Nacional dos Delegados, fomos novamente escolhidos, dentre os Melhores Delegados de Polícia do Brasil, na Categoria Gestão.


Assim, ficamos muito lisonjeados pelo reconhecimento nacional em termos de gestão, especialmente pelo trabalho frente ao Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil, o CONCPC, e, também, da atividade de inteligência. Vejam a lista completa dos agraciados de 2019, clicando aqui.

Seguimos em frente. Deixamos a Chefia da Polícia Civil do RS, deixamos a área de inteligência, porém na vamos continuar nos dedicando à atividade de Segurança Pública.

Recomendações a pais, professores e escolas quanto às ameaças de atentado

Pós fato Suzano/SP, o alvoroço nas mídias sociais foi muito grande. Em alguns Estados mais do que outros. Muita trollagen para gerar pânico. Sendo assim, é importante algumas precauções por parte dos colégios/escolas:

Existência de meios físicos de contenção e controle:

- catraca/controle eletrônico de acesso
- controle de entrada e saída de visitantes, com registros de dados
- videomonitoramento, com gravação por pelo menos 10 dias. Ideal é 30 dias

Mecanismos preventivos:

- formatar equipe (interna ou mista interna/externa) de avaliação de ameaças;
- definir comportamentos por ordem de risco e necessidade de contingenciamento;
- definir condutas que demandam intervenção imediata (por exemplo, porte de arma, postagem em redes sociais);
- criar e gerir um sistema anônimo que permita reportar informações com condutas de risco (e-mail, telefone etc.);
- promover ambiente alicerçado em uma cultura de segurança, respeito, confiança e apoio emocional;
- incentivar alunos a compartilhar suas …