domingo, 23 de setembro de 2012

Curso em Goiás: Desafios no combate aos crimes cibernéticos

Como havia publicado no site Direito Eletrônico & Tecnologia da Informação, o Ministério Público de Goiás promoveu um debate sobre crimes cibernéticos e os desafios em como combate-los.

A coordenação do curso foi da Dra. Daniela Bruna Vendrúscolo, da Escola Superior do MPGO, que tem como Diretor o Promotor de Justiça Spiridon N. Anyfantis.

Tive a oportunidade em ministrar duas palestras:

- A engenharia social e a inteligência cibernética no contexto dos crimes eletrônicos

- Investigação de Crimes Cibernéticos

Destaco a importância da participação, no referido curso, de Delegados de Polícia da Polícia Federal, da Polícia Civil de Goiás, integrantes da Embaixada dos Estados Unidos e Promotores de Justiça de Goiás.

No entando, acredito que o aspecto importante foi a participação dos magistrados de Goiás, destinatários dos pedidos cautelares encaminhados pelas autoridades policiais. Assim, eles podem ter a visão de como ocorre o crime cibernético e como ele pode ser combatido, dentro dos limites constitucionais e legais.


As palestras ocorreram dia 21/09 e se estenderão para o dia 28/09, porém com outros palestrantes. Palestraram, além de mim, Aristides F. L. Moura (U.S. Department of Homeland Security), David Farias de Aragão (Delegado da Polícia Federal, PF/MA), Carlos Eduardo Miguel Sobral (Delegado da Polícia Federal, PF/DF), Pedro Paulo Marques (Delegado de Polícia Civil, PCMG).

terça-feira, 18 de setembro de 2012

Palestra: Os crimes virtuais mais praticados no Brasil

Repasso aqui informações de minha participação, como palestrante, em Jornada Jurídica da Faculdade Anhanguera em Rio Grande, RS, conforme divulgação do Jornal Agora daquela cidade:

A Faculdade Anhanguera do Rio Grande, junto com o Diretório Acadêmico Mahatma Gandhi, realiza a partir desta terça, 18, a 7ª Jornada Jurídica. O encontro, que trará diversos profissionais especialistas da área para debater temas polêmicos da atualidade, será realizado nos dias 18 e 19 de setembro, às 19h30min, no auditório do Instituto de Educação Juvenal Miller.

Nesta terça, 18, o evento terá como tema “Os crimes virtuais mais praticados no Brasil”. O assunto será apresentado e discutido pelo analista de sistemas e líder da equipe de edição digital do Jornal Agora, Thiago Fortunato, pelo promotor de justiça, José Alexandre Zachia Alan, e pelo delegado da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, Emerson Wendt

Já no segundo dia (19/09), o tema abordado será “Adoção por casais homoafetivos”, e contará com a apresentação do fundador da Associação LGBT de Rio Grande, Luciano Lobato, da advogada e membro do Instituto Brasileiro de Direito de Família (IBDFAN), Francine Dias Diaz, e do juiz da 1ª Vara Criminal de Rio Grande e diretor do Foro, Ricardo Arteche.

“Os crimes virtuais são delitos cada vez mais comuns nos dias de hoje, e a adoção por casais homoafetivos ainda é um tema que gera muita polêmica, são dois assuntos complexos que fazem parte do dia a dia jurídico, e por isso queremos levá-los para discussão”, explica o professor Paulo Sérgio Mansija, coordenador do curso de Direito da Anhanguera do Rio Grande.

No final do encontro, todos os participantes que obtiverem 75% de presença, terão direito a emissão de certificado. As inscrições custam R$ 15, e os interessados devem procurar o Núcleo de Prática Jurídica da Anhanguera, localizado na Av. Rheingantz, 91.

Fonte: http://www.jornalagora.com.br/site/content/noticias/print.php?id=33634.

quinta-feira, 13 de setembro de 2012

Convite para o lançamento do livro Crimes Cibernéticos em Porto Alegre

Bom, finalmente conseguimos uma agenda para o lançamento do livro "Crimes Cibernéticos - Ameaças e Procedimentos de Investigação", escrito em parceria com Higor Vinicios Nogueira Jorge, em Porto Alegre - RS.

Por isso, com satisfação que publico as primeiras informações de data e local:


Repetindo o que está na imagem acima:

Data: 24/09/2012, às 19h
Local: Livraria Saraiva do Shopping Iguatemi
Endereço: Av. João Wallig, 1800, Porto Alegre - RS.

Mais detalhes na sequência. Aguardo a presença de todos.

Vídeo: Palestra sobre os desafios das Polícias Judicárias estaduais no combate ao cibercrime


Vídeo disponibilizado pela organização do VII Workshop de Segurança da Informação - SegInfo - na TV Convergência Digital, referente à palestra de lançamento do livro Crimes Cibernéticos - Ameaças e Procedimentos de Investigação no Rio de Janeiro. Reportagens sobre a palestra nos seguintes links:


quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Palestra: Investigação de Crimes Cibernéticos na Ulbra - Cachoeira do Sul

Passo aqui para divulgar a palestra que ministrarei em Cachoeira do Sul, na Ulbra - Universidade Luterana do Brasil, falando sobre "Investigação de Crimes Cibernéticos".

A palestra ocorre na próxima sexta-feira - 14/09 - e é destinada aos alunos dos cursos de Direito, Ciências da Computação (desenvolvimento e análise de sistemas), além de profissionais da área do Direito e Tecnologia da Informação.

Aceitei, honrosamente, este convite feito pelo Prof. João Alexandre Netto Bittencourt. Da mesma forma, já estava em tratativas com o Prof. Rodrigo Keller para participar da semana acadêmica do curso de sistemas da Ulbra. Assim, reuniremos, num só evento, o Direito e a área de TI.

Local: Ulbra - Cachoeira do Sul, Salão Nobre
Data: 14/09/2012
Endereço: Rua Martinho Lutero, 301, Bairro Universitário, Cachoeira do Sul - RS.

segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Entrevista para Jovem Pan: Livro ensina a lidar com os crimes cibernéticos

Reproduzo, abaixo, matéria do site da Jovem Pan, sobre entrevista que dei no dia 4/09 ao jornalista Oliveira Andrade:

Os crimes cibernéticos são cada dia mais comuns. Casos de pedofilia na internet, de invasão de contas bancárias e até episódios como o da atriz Carolina Dieckmann recheiam as páginas do noticiário.

Mas como será o trabalho da polícia? E qual é a legislação para esse tipo de delito? Essas respostas e muitas outras estão no livro “Crimes Cibernéticos – Ameaças e Procedimentos de Investigação”, do delegado da Polícia Civil de São Paulo, Higor Vinícius Nogueira Jorge, e o delegado da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, Emerson Wendt, que conversou com a Jovem Pan sobre a obra.

“Um quarto da população utiliza a internet. Nada melhor do que ter uma obra que mostrasse o que uma vítima pode fazer antes de comparecer a uma delegacia de polícia, e dar uma orientação a autoridades em como tratar um incidente na internet”, destacou.

Clique no áudio abaixo e saiba um pouco mais sobre os crimes cibernéticos.