domingo, 16 de março de 2014

Debate sobre censura na Internet no Brasil


Na semana que passou - terça-feira - participei do programa Conversas Cruzadas da TV Com. O debate foi sobre censura na rede mundial de computadores, a Internet. A ideia era debater sobre os dados divulgados pela ONG Sem Fronteiras e o Marco Civil:

Segundo a Organização Não-Governamental Repórteres Sem Fronteiras, 12 de março é considerado o dia mundial contra a ciber censura. Esta ONG também denunciou instituições que colaboram para a censura na internet. Entre as citadas, estão a Agência de Segurança Nacional (NSA) dos EUA, que o próprio Obama disse que não tem como controlar. As decodificações dos serviços secretos e técnicos também estão aí. Enquanto isso, na Câmara dos Deputados no nosso país, a votação do Marco Civil da internet foi transferida para a próxima semana. O projeto de lei tramita em regime de urgência a pedido do próprio governo. Por falta de consenso, não foi votado no ano passado. Isso fez com que se trancasse a pauta da Câmara desde o mês de outubro. A neutralidade da rede, a privacidade online, a liberdade de expressão de usuários, os crimes cibernéticos, países que censuram o acesso à internet: todas essas questões estão em debate no Conversas Cruzadas. São convidados do programa o delegado da Polícia Civil do RS Emerson Wendt, o especialista em tecnologia da informação Marcelo Branco, a professora de comunicação e relações internacionais Denise De Rocchi e o pesquisador do Centro de Estudos Internacionais sobre o governo da UFRGS Diego Canabarro.

Comentado no programa, pelo Doutorando em Direito pela UFRGS, Diego Canabarro, sobre o quadro comparativo entre os PLs do Deputado Molon e o Substitutivo do Deputado Cunha, eis o link onde pode ser consultado este comparativo (clique).

Vídeos do debate:

Bloco 1:

Bloco 2:

Bloco 3:

Bloco 4:

Bom debate a todos!!

segunda-feira, 10 de março de 2014

Agenda: IV Fórum da Internet no Brasil aprofundará debate sobre governança da Internet

IV Fórum da Internet no Brasil aprofundará debate sobre governança da Internet


Evento ocorrerá nos dias 25 e 26 de abril na sequência do NETmundial, em São Paulo

O IV Fórum da Internet no Brasil e Pré IGF Brasileiro 2014, realizado pelo Comitê Gestor da Internet no Brasil (CGI.br), está com inscrições abertas. Sob o tema “construindo pontes com os debates multissetoriais de governança global da Internet”, este ano, o Fórum acontece logo após o NETmundial: Encontro Multissetorial Global sobre o Futuro da Governança da Internet, realizado por determinação do Governo Federal e por meio de uma parceria entre o CGI.br e o 1NET, grupo responsável por congregar organizações internacionais como Icann, IETF, Isoc, Arin, Lacnic e W3C.

Voltado aos setores governamental, empresarial, acadêmico, organizações da sociedade civil e a todos os interessados e envolvidos nos debates e temas sobre a Internet no Brasil e no mundo, o Fórum da Internet é totalmente gratuito.

O CGI.br promove o Fórum da Internet no Brasil com o objetivo de reunir participantes dos diversos setores da sociedade para debater os desafios atuais e futuros da Internet, aprofundando temas para consolidar a expansão de uma Internet no Brasil diversa, universal e inovadora, que expresse os princípios da liberdade de expressão, da privacidade e dos direitos humanos.

Os debates promovidos durante o Fórum são preparatórios à participação brasileira no Internet Governance Forum (IGF), que acontecerá em Istambul, na Turquia, entre 02 e 05 de setembro deste ano.

Assim como aconteceu nas edições anteriores, o IV Fórum da Internet no Brasil e Pré IGF Brasileiro 2014 tem a finalidade de ser um espaço aberto para discussões acerca dos desafios atuais e futuros da Internet e será dividido em quatro trilhas temáticas:
  • Inovação e Empreendedorismo
  • Segurança e Privacidade
  • Internet e Legislação
  • Princípios e Governança para a Internet Mundial
Este ano, o CGI.br excepcionalmente não concederá auxílio para participações no Fórum da Internet, devido ao curto espaço de tempo para viabilizar as bolsas e diante da importância de que o evento aconteça no mesmo período e local do NETmundial.

A programação completa do Fórum e o formulário de inscrição estão disponíveis emhttp://forumdainternet.cgi.br.

Serviço:
IV Fórum da Internet no Brasil e Pré IGF Brasileiro 2014
Datas: 25 e 26 de abril
Local do evento: Grand Hyatt São Paulo
Endereço: Av. das Nações Unidas, 13301 - Brooklin - São Paulo - SP

Sobre o Comitê Gestor da Internet no Brasil - CGI.br
O Comitê Gestor da Internet no Brasil, responsável por estabelecer diretrizes estratégicas relacionadas ao uso e desenvolvimento da Internet no Brasil, coordena e integra todas as iniciativas de serviços Internet no País, promovendo a qualidade técnica, a inovação e a disseminação dos serviços ofertados. Com base nos princípios de multilateralidade, transparência e democracia, o CGI.br representa um modelo de governança multissetorial da Internet com efetiva participação de todos os setores da sociedade nas suas decisões. Uma de suas formulações são os 10 Princípios para a Governança e Uso da Internet (http://www.cgi.br/principios). Mais informações em http://www.cgi.br/.

domingo, 2 de março de 2014

O que são, como se prevenir e como remover os hijackers

Um problema muito comum entre os usuários de Internet são os códigos maliciosos denominados hijackers. Muitos usuários, por instalarem programas gratuitos, de teste e de sites não confiáveis, acabam por "instalar" programas que fazem o chamado sequestro do navegador do computador.

O que são hijackers? Hijackers também chamados de spyware, os hijackers ("sequestradores") são uma espécie de Cavalos de Troia que tem por finalidade modificar a página inicial do navegador e, também, por vezes, redirecionar a página visitada para uma outra página escolhida pelo programador da praga digital. A concepção dos criadores de hijackers é vender os cliques que o usuário faz nessas páginas, circunstância que lhe gera lucro.

Alguns dos efeitos da instalação dos hijackers é a modificação do registro do Windows, com modificação da página inicial e do buscador padrão, também criando botões e novas barras. Em alguns casos, as páginas começam a abrir sem parar na tela do usuário.

Como os hijackers se instalam no computador? Em regra, a instalação ocorre nos computadores por meio de protocolos ActiveX ou, principalmente, na instalação de programas gratuitos e suspeitos. Além de abrir páginas indesejadas pelos usuários, algumas pragas podem abrir brechas para a invasão de outras ameaças, causando problemas mais graves do que um simples "navegador descontrolado" e sites indesejados.

Como evitar a instalação de hijackers? Vamos começar pela prevenção. Então, se você não quer ser infectado, importante é manter a cautela na instalação e uso de programas na Internet. Na instalação de programas free, ou seja, gratuitos, observe as seguintes regras:
- acesse o programa preferencialmente diretamente do site desenvolvedor;
- siga todos os passos da instalação, observando bem quais alterações o programa irá fazer em seu computador;
- evite a instalação de programas de terceiros, sugeridos na instalação do programa principal, pois precisam ser aceitos pelo usuário. Instale-os desde que possua certeza do que está instalando na sua máquina;
- além de programas gratuitos, esse tipo de praga está disponível em sites suspeitos, oportunidade em que exibirão uma janela que confirme essa instalação por parte do usuário. Se este acidentalmente ou propositalmente permitir, a praga será baixada e configurada no computador.


Como melhorar as configurações de segurança dos navegadores, evitando os hijackers? Existem alguns passos importantes para que os usuários fiquem atentos às modificações inseridas nos navegadores pelos programas instalados. Vamos a eles:

1 - Ative o bloqueador de Pop-ups: 
- no Internet Explorer, vá em Ferramentas, Opções da Internet e depois em Privacidade e marque para que o navegador bloqueie os Pop-ups;
- no Firefox, no topo da janela do Firefox, clique no menu Ferramentas, e selecione Opções. Após, na aba de Conteúdo, deixe marcada a opção de bloquear Pop-ups, podendo configurar exceções.
- O Google Chrome impede, automaticamente, que os pop-ups apareçam automaticamente e poluam a tela do PC. Sempre que o navegador bloquear Pop-ups de um site, o ícone aparecerá na barra de endereço. Para visualizar o conteúdo bloqueado, basta clicar no ícone para vê-lo, servindo também para gerenciar as configurações de Pop-up do site.

2 - Observe sempre qual a configuração referente à página inicial de seus navegadores, configurando-as de acordo com seu interesse e privacidade;

3 - Desinstale programas suspeitos, acessando "Painel de Controle\Programas\Programas e Recursos";

4 - Gerencie os mecanismos de busca dos seus navegadores. Por exemplo, no Google Chrome, vá nas Configurações (chrome://settings/) e selecione "Gerenciar mecanismos de pesquisa...", quando aparecerão opções para tornar "padrão" ou para excluir um determinado mecanismo de pesquisa:

Mecanismos de pesquisa detectados no navegador Chrome
Como remover os hijackers? Para remoção de hijackers, siga estas opções, que podem ser utilizadas concomitantemente:

1º) Sugestão da própria Microsoft, é a utilização da Ferramenta de Remoção de Software Mal-intencionado, que pode ajudar a detectar alguns tipos de software de sequestro, mas não todos;

2º) Os programas mais recomendados são o Malwarebytes Anti-Malware e o ADW Cleaner (download também possível aqui), que são programas grátis. 
Após fazer o download e instalar o software em sua máquina, execute os programas e faça uma limpeza completa na máquina, lembrando-se de fechar os navegadores em execução. 

Malwarebytes em ação
Após isso, certifique-se que o problema foi resolvido e o malware defenestrado do seu computador.
Em caso de o problema não ter sido resolvido, realize uma limpeza manual, removendo os complementos e extensões dos seus navegadores:
- no Internet Explore, acesse as Ferramentas e depois vá em Gerenciar Complementos, excluindo os indesejados;
- no caso do Google Chrome, acesse chrome://extensions/ e verifique se há alguma extensão desconhecida ou que se relacione com o malware e exclua;
- no Firefox, nas Opções, na aba de Segurança, mantenha marcada a opção de o navegador avisar quando um site tentar instalar alguma extensão e na aba Aplicativos verifique e selecione quais manter ativos e quais excluir.
3º) Conforme o site Seu Micro Seguro, uma excelente opção para se manter seguro é o UnChecky (leia mais, sobre as dicas do site citado, aqui).
Dicas de leitura referentes à remoção de vírus e códigos maliciosos:
- Linha Defensiva- TechTudo (sobre a remoção específica de um hijacker)
Bom, acho que era isso! Boa leitura! Deixe também suas sugestões!