Pular para o conteúdo principal

Investigação descobre grande rede de espionagem eletrônica baseada na China

Segundo pesquisadores, rede infiltrou 1.295 computadores em 103 países; ministérios e embaixadas foram alvo.

Fonte:

- Pesquisadores no Canadá disseram ter descoberto uma grande rede eletrônica de espionagem baseada na China. A rede teria se infiltrado em computadores de vários governos e conseguido acesso a documentos secretos.

Segundo os pesquisadores, a rede de espionagem teria se infiltrado em 1.295 computadores de 103 países.

Eles incluiriam computadores de ministros das Relações Exteriores, de embaixadas e de pessoas ligadas ao Dalai Lama, líder espiritual do Tibete.

Os pesquisadores disseram não ter evidências de que o governo chinês esteja por trás da rede de espionagem. O governo chinês também nega qualquer envolvimento com a rede.

A conclusão dos pesquisadores canadenses foi divulgada após uma investigação de dez meses da organização Information Warfare Monitor (IWM) a pedido do Dalai Lama, para verificar se os computadores de sua rede haviam sido infiltrados.

Os pesquisadores concluíram que ministros das Relações Exteriores de Irã, Bangladesh, Letônia, Indonésia, Filipinas, Brunei, Barbardos e Butão haviam sido alvo da rede.

Sistemas infiltrados também teriam sido descobertos em embaixadas de Índia, Coreia do Sul, Indonésia, Romênia, Chipre, Malta, Tailândia, Taiwan, Portugal, Alemanha e Paquistão.

Os pesquisadores disseram que os hackers eram aparentemente capazes de tomar o controle de computadores pertencentes a esses locais usando programas conhecidos como malware, que permitem o acesso remoto ao computador infectado.

Eles acreditam que a rede de espionagem, que chamaram de GhostNet, tinha como alvo principal governos da Ásia.

Os malwares são um componente comum de vírus de computadores, mas o programa instalado pela GhostNet permitia aos seus operadores controlar os computadores infectados para receber e enviar dados confidenciais.

Eles também eram capazes de ativar webcams e equipamentos de áudio para ver e ouvir o ambiente no qual o computador estava, mas os pesquisadores disseram não saber se essa ferramenta havia sido utilizada.

Segundo reportagem publicada pelo jornal The New York Times, a operação de espionagem revelada pelos pesquisadores canadenses é a maior já descoberta em termos de número de países afetados.

Em um trecho do relatório da IWM, publicado no site da organização, os pesquisadores dizem que ataques como esse não são novidade, mas que a rede GhostNet se destacava pela habilidade de "coletar inteligência para o uso da polícia ou dos serviços de segurança de um Estado repressivo, com consequências potencialmente fatais para as pessoas expostas".

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Facebook: endereço de envio de intimações e/ou ordens judiciais

Achei interessante atualizar (fev/2018) esse post de outubro de 2011, visando deixar a informação mais correta e atualizada em relação aos procedimentos no Facebook: Várias pessoas me perguntam(vam) sobre o endereço do Facebook, que anunciou, em 2011, abrir um escritório no Brasil. Todo o procedimento de tratamento está explicado no nosso livro, escrito com o Dr. Higor Jorge: Crimes Cibernéticos - Ameaças e Procedimentos de Investigação. Veja como adquirir o livro: Como adquirir os livros? O resultado da pesquisa do registro do domínio nos remete a um escritório de registro de propriedade intelectual, porém, o escritório para envio de ordens judiciais e/ou intimações, além de requerimentos, é o seguinte: FACEBOOK SERVICOS ONLINE DO BRASIL LTDA Rua Leopoldo Couto de Magalhães Júnior, 700, 5º Andar, Bairro Itaim Bibi, São Paulo-SP, CEP 04542-000 - Fonte:  Jucesp Online Não sabíamos como seria o tratamento das informações e respostas às solicitações das chamadas

Estamos entre os melhores Delegados de Polícia, segundo Censos de 2017, 2018 e 2019

No ano de 2017 já havíamos sido agraciados com a distinção e citação dentre os melhores Delegados de Polícia na Categoria Jurídica.  Em 2018 e 2019, segundo o Portal Nacional dos Delegados , fomos novamente escolhidos, dentre os Melhores Delegados de Polícia do Brasil, na Categoria Gestão. Assim, ficamos muito lisonjeados pelo reconhecimento nacional em termos de gestão , especialmente pelo trabalho frente ao Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil, o CONCPC, e, também, da atividade de inteligência. Vejam a lista completa dos agraciados de 2019, clicando aqui . Seguimos em frente. Deixamos a Chefia da Polícia Civil do RS, deixamos a área de inteligência, porém na vamos continuar nos dedicando à atividade de Segurança Pública.

Tecnologia da Informação & Direito: um livro para o profissional de TIC

Após um longo período do projeto, iniciado lá em 2014 e interrompido em 2015, finalmente (não é em tom de reclamação, mas motivado pela falta de tempo!), lancamos em 2018 o livro: Tecnologia da Informação & Direito. O livro é fruto de uma parceria com a Profª Drª Ângela Kretschmann e visa a trazer aos neófitos nos estudos da interação entre as novas tecnologias e a percepção/recepção pelo Direito, especialmente no brasileiro. Um pouco sobre o livro: Existe um diálogo muito produtivo entre os profissionais da área jurídica e os da tecnológica, que promove contínuo aperfeiçoamento dos dois campos. Nesse sentido, o livro aborda uma noção geral que envolve o estudo do Direito e da Tecnologia, os principais pontos polêmicos que instigam a análise jurídica e o desenvolvimento do Direito para a solução de conflitos típicos da era digital. O enfoque é dado, em especial, após um apanhado geral do Direito, às áreas do direito do consumidor, direito à imagem, delitos cibernéti