Pular para o conteúdo principal

Segurança nas redes sociais (Parte II) – Twitter e Formspring

No post anterior da série falamos sobre o Orkut. Hoje falaremos sobre o Twitter (TT) e os aspectos a ele relacionados.
Em primeiro lugar, seguindo a linha de fuga das redes sociais, caso você esteja cansado do TT e queira cometer suicídio virtual, basta acessar este link (http://bit.ly/9PZJ0s), colocar seu login e senha e seguir os passos indicados. O site ainda pergunta se isso é realmente um “tchau”, dando várias orientações. Se você realmente está seguro que não quer mais saber do TT é só clicar em “Okay, fine, delete my account”, conforme imagem abaixo:
Twitter - Delete
Excluir permanentemente sua conta pode não ser a opção mais interessante, pois o uso de mídias sociais hoje é muito intenso e várias oportunidades podem surgir, seja no aspecto pessoal seja no profissional. Então, caso você não queira todos bisbilhiotando o que você digita nos 140 caracteres do TT, a sugestão é seguir o "caminho do meio”, ou seja, de restrição, da seguinte maneira:
- Após acessar sua conta no TT vá nas configurações (settings e account) e bem abaixo (conforme imagem) há a possibilidade de restringir seus tweets (Protect my tweets). Marque a opção e clique em “Save”. Você vai poder notar que ao lado esquerdo do “Save” tem um link para o “Delete my account”, a opção anteriormente mencionada (veja as setas na imagem).
Twitter - Protect
Além disso, visando restringir ainda mais sua conta, você pode pode ir nas mesmas configurações, porém em “Connections” e verificar quais os serviços que tem acesso ao seu Twitter. Caso você queira, podes tranquilamente remover o acesso do serviço indesejado clicando em “Revoke Access”, conforme este tutorial (http://bit.ly/dxaGWl) do @hordones.
Bom, vamos dizer que você estava chateado e resolveu de uma vez por todas dar um fim no seu TT e alguns dias ou meses depois se arrepende e pensa “vou ter de fazer tudo de novo, criar um novo perfil e seguir pessoas, mostrar que sou eu etc.” Não se apavore! Na verdade não há essa necessidade, pois o Twitter tem a possibilidade de restaurar sua conta e não há necessidade de se cadastrar novamente, podendo utilizar o mesmo e-mail e senha. Utilize-os e acesse o TT, quando aparecerá uma tela em que você deverá clicar em restore my account. Após isso, aguarde um email e clica no link que veio junto com esse email. Aparecerá outra janela de confirmação dizendo “Your account is ready to go. Please check your email". Outro e-mail vai ser enviado para sua conta, onde você, novamente, vai clicar e isso o levará a uma tela para troca de senha. Após trocar a senha é só clicar sobre “Proceed to your account”, quando estará concluída a restauração, exatamente do jeito que deixaste o TT, com seguidores, tweets etc. Caso queira aproveitar para mudar user name é só ir nas configurações e verificar se o novo nome está disponível (caso faças alguma mudança, não esqueça de salvar. Veja um tutorial a respeito: http://bit.ly/7T2oWN.
Caso sua mídia social preferida e/ou seu problema seja o Formspring.me, sugiro a leitura deste outro tutorial do GF Soluções do Gustavo, clicando aqui (http://bit.ly/6Zyxca). Da mesma forma que o TT, uma vez deletado ele pode ser restaurado, pois fica apenas oculto.
Uma observação muito importante ao final: se você estiver aflito por novos seguidores no TT não deixe de ler o artigo feito em conjunto com Sandro Süffert (@suffert) falando sobre “Pirâmides e outros perigos no Twitter” (http://bit.ly/7xwwzZ), especificamente sobre os scripts sites.
Twitter - Postagem

Comentários

Gustavo Freitas disse…
Emerson,
parabéns pelos esclarecimentos que você tem dado aos milhares de navegantes que não tem a mínima ideia do perigo que correm na rede,
parabéns.
VonNaturAustreVe disse…
De fato, pensar bem em como utilizar as redes sociais, ela são uma faca, pode lhe proporcionar diversão,interação e auxilia na criação de uma forte networking, mas também podem lhe causar muita dor de cabeça.

[]'s

Postagens mais visitadas deste blog

Facebook: endereço de envio de intimações e/ou ordens judiciais

Achei interessante atualizar (fev/2018) esse post de outubro de 2011, visando deixar a informação mais correta e atualizada em relação aos procedimentos no Facebook:
Várias pessoas me perguntam(vam) sobre o endereço do Facebook, que anunciou, em 2011, abrir um escritório no Brasil.
Todo o procedimento de tratamento está explicado no nosso livro, escrito com o Dr. Higor Jorge: Crimes Cibernéticos - Ameaças e Procedimentos de Investigação. Veja como adquirir o livro: Como adquirir os livros? O resultado da pesquisa do registro do domínio nos remete a um escritório de registro de propriedade intelectual, porém, o escritório para envio de ordens judiciais e/ou intimações, além de requerimentos, é o seguinte: FACEBOOK SERVICOS ONLINE DO BRASIL LTDARua Leopoldo Couto de Magalhães Júnior, 700, 5º Andar, Bairro Itaim Bibi, São Paulo-SP, CEP 04542-000
- Fonte: Jucesp Online Não sabíamos como seria o tratamento das informações e respostas às solicitações das chamadas forças da lei (law enforcemen…

Recomendações a pais, professores e escolas quanto às ameaças de atentado

Pós fato Suzano/SP, o alvoroço nas mídias sociais foi muito grande. Em alguns Estados mais do que outros. Muita trollagen para gerar pânico. Sendo assim, é importante algumas precauções por parte dos colégios/escolas:

Existência de meios físicos de contenção e controle:

- catraca/controle eletrônico de acesso
- controle de entrada e saída de visitantes, com registros de dados
- videomonitoramento, com gravação por pelo menos 10 dias. Ideal é 30 dias

Mecanismos preventivos:

- formatar equipe (interna ou mista interna/externa) de avaliação de ameaças;
- definir comportamentos por ordem de risco e necessidade de contingenciamento;
- definir condutas que demandam intervenção imediata (por exemplo, porte de arma, postagem em redes sociais);
- criar e gerir um sistema anônimo que permita reportar informações com condutas de risco (e-mail, telefone etc.);
- promover ambiente alicerçado em uma cultura de segurança, respeito, confiança e apoio emocional;
- incentivar alunos a compartilhar suas …

Estamos entre os melhores Delegados de Polícia, segundo Censos de 2017, 2018 e 2019

No ano de 2017 já havíamos sido agraciados com a distinção e citação dentre os melhores Delegados de Polícia na Categoria Jurídica. 


Em 2018 e 2019, segundo o Portal Nacional dos Delegados, fomos novamente escolhidos, dentre os Melhores Delegados de Polícia do Brasil, na Categoria Gestão.


Assim, ficamos muito lisonjeados pelo reconhecimento nacional em termos de gestão, especialmente pelo trabalho frente ao Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil, o CONCPC, e, também, da atividade de inteligência. Vejam a lista completa dos agraciados de 2019, clicando aqui.

Seguimos em frente. Deixamos a Chefia da Polícia Civil do RS, deixamos a área de inteligência, porém na vamos continuar nos dedicando à atividade de Segurança Pública.