terça-feira, 4 de agosto de 2009

Entenda o que é a "Ciberguerra"


Abaixo, perguntas e respostas sobre a ciberguerra ou leitenkrieg ou ciberwar:

O que é a ciberguerra?

É o uso dos computadores e da Internet para levar a cabo uma guerra no ciberespaço.

Que tácticas são mais usadas?

A ciberespionagem, a distribuição de ataques de recusa de serviço e a propagação de vírus são algumas das tácticas mais utilizadas.

O que é a distribuição de um ataque de recusa de serviço?

Uma recusa de serviço, DoS, faz com que o acesso a um determinado 'site' fique demasiado lento ou seja mesmo impossível.

O que são cavalos de Tróia?

É o termo usado para classificar 'software' malicioso que dá ao utilizador a ilusão de estar a fornecer uma função desejável, quando na realidade está a conceder acesso ao seu computador. Actualmente são usados para roubar dados confidenciais do utilizador, como a palavra de passe bancária.

Quem lança ciberataques?

Todo o tipo de pessoas, desde o adolescente entediado que anda à procura de aventura, até governos, grupos de dissidentes, grupos de criminosos... Durante as recentes manifestações no Irão, a oposição iraniana lançou vários ataques, entre os quais DoS, contra sites pró-Ahmadinejad.

Quantos países têm desenvolvido essa capacidade?

120 países pelo menos, segundo um relatório divulgado, em 2007, pela americana McAfee.

Que medidas estão a ser tomadas pelos governos?

A administração norte-americana de Barack Obama está apostada em fazer frente ao problema, tendo sido criado no Pentágono uma espécie de ciberczar. Quem vier a ocupar o cargo vai ficar encarregue da luta aos ciberataques. Manter computadores desligados da rede e da Internet é uma das medidas tomadas pelo Pentágono para proteger informações altamente confidenciais. Isto para evitar situações de espionagem que possam, por exemplo, colocar em perigo os militares americanos. Em Abril deste ano, os EUA informaram que a resposta ou a reparação dos estragos feitos.

E a Europa?

93% das empresas da UE usavam a Internet em 2007, segundo dados da Comissão Europeia. A comissária europeia da Informação e Media, Viviane Reding, tem acusado os Governos dos 27 de serem negligentes e defendido a criação de um ciberczar também na UE. "Apenas um mês de interrupção de Internet teria perdas económicas de 150 mil milhões de euros" , disse a comissária, que no mês passado defendeu o reforço da legislação europeia nesta área.

Fontes: DNGlogo e DefesaNet

2 comentários:

Maria Tereza Penna disse...

Super interesante...
Tem algum e-mail para enviar denúncias?

Blog do Emerson disse...

Sim,

Tem especificado no lado direito do blog, ao lado do ícone do Twitter.

Abraço.