Pular para o conteúdo principal

Especialistas alertam para perigo de expor informações na internet


Os comunicadores instantâneos e as redes sociais já são parte da vida de muitos internautas, que trocam fotos, vídeos e detalhes de sua vida pessoal na web. Mas especialistas alertam que essa exposição pode ser perigosa, principalmente por causa dos hackers – pessoas que invadem computadores e podem roubar informações sigilosas. Além disso, há os usuários mal-intencionados, que se aproveitam das informações publicadas on-line. A polícia tem registrado cada vez mais casos de vítimas desse mundo virtual.

Veja o site do Bom Dia Brasil sobre o assunto.


Apesar das vantagens, como manter contato com pessoas que estão fisicamente distantes, a internet também esconde armadilhas. Uma adolescente de Natal foi para Olinda com a promessa de trabalhar como modelo. O amigo virtual, muito mais velho, a obrigou a se prostituir. O caso foi parar na polícia, e ela foi devolvida para a família. Já Dayse Alves de Melo, de 18 anos, afirma que mandaram recados para seu Orkut com ameaças.

“Independente da mídia que você está usando, tem que ter bom senso. Você não pode abrir a porta de casa para a primeira pessoa que encontra no meio da rua”, aconselha o pesquisador em tecnologia Jônatas Ferreira, da UFPE.

A internet permite que qualquer pessoa crie um perfil bem diferente de quem ela é, de fato. Um adulto, por exemplo, pode se passar por um adolescente ou um idoso. Por isso, é importante tomar muito cuidado na hora de escolher com quem se relacionar na rede.

Não coloque informações pessoais em sites, como endereço, telefone, identidade e CPF. Evite fotos que possam revelar a rotina, como o roteiro da escola e do trabalho. Não deixe senhas gravadas, principalmente nos computadores instalados em bibliotecas ou lan houses. Se possível, evite teclar com estranhos.

Carlos Sampaio, especialista em segurança da informação, lembra que também é fundamental que os pais monitorem os sites por onde os filhos costumam navegar. "Nada vai substituir o aconselhamento dos pais. Nada vai substituir a amizade entre pais e filho e a parceria com o ente querido."

"A internet, por ser mais veloz, potencializa a possibilidade de você encontrar gente boa e gente ruim. Você tem que ter o cuidado para ir construindo relações mais sólidas, na internet também”, diz Ferreira, da UFPE.

Nesta cartilha é possível encontrar mais informações sobre crimes na internet e ainda saber como denunciá-los.

Fonte: G1.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Facebook: endereço de envio de intimações e/ou ordens judiciais

Achei interessante atualizar (fev/2018) esse post de outubro de 2011, visando deixar a informação mais correta e atualizada em relação aos procedimentos no Facebook: Várias pessoas me perguntam(vam) sobre o endereço do Facebook, que anunciou, em 2011, abrir um escritório no Brasil. Todo o procedimento de tratamento está explicado no nosso livro, escrito com o Dr. Higor Jorge: Crimes Cibernéticos - Ameaças e Procedimentos de Investigação. Veja como adquirir o livro: Como adquirir os livros? O resultado da pesquisa do registro do domínio nos remete a um escritório de registro de propriedade intelectual, porém, o escritório para envio de ordens judiciais e/ou intimações, além de requerimentos, é o seguinte: FACEBOOK SERVICOS ONLINE DO BRASIL LTDA Rua Leopoldo Couto de Magalhães Júnior, 700, 5º Andar, Bairro Itaim Bibi, São Paulo-SP, CEP 04542-000 - Fonte:  Jucesp Online Não sabíamos como seria o tratamento das informações e respostas às solicitações das chamadas

Estamos entre os melhores Delegados de Polícia, segundo Censos de 2017, 2018 e 2019

No ano de 2017 já havíamos sido agraciados com a distinção e citação dentre os melhores Delegados de Polícia na Categoria Jurídica.  Em 2018 e 2019, segundo o Portal Nacional dos Delegados , fomos novamente escolhidos, dentre os Melhores Delegados de Polícia do Brasil, na Categoria Gestão. Assim, ficamos muito lisonjeados pelo reconhecimento nacional em termos de gestão , especialmente pelo trabalho frente ao Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil, o CONCPC, e, também, da atividade de inteligência. Vejam a lista completa dos agraciados de 2019, clicando aqui . Seguimos em frente. Deixamos a Chefia da Polícia Civil do RS, deixamos a área de inteligência, porém na vamos continuar nos dedicando à atividade de Segurança Pública.

Tecnologia da Informação & Direito: um livro para o profissional de TIC

Após um longo período do projeto, iniciado lá em 2014 e interrompido em 2015, finalmente (não é em tom de reclamação, mas motivado pela falta de tempo!), lancamos em 2018 o livro: Tecnologia da Informação & Direito. O livro é fruto de uma parceria com a Profª Drª Ângela Kretschmann e visa a trazer aos neófitos nos estudos da interação entre as novas tecnologias e a percepção/recepção pelo Direito, especialmente no brasileiro. Um pouco sobre o livro: Existe um diálogo muito produtivo entre os profissionais da área jurídica e os da tecnológica, que promove contínuo aperfeiçoamento dos dois campos. Nesse sentido, o livro aborda uma noção geral que envolve o estudo do Direito e da Tecnologia, os principais pontos polêmicos que instigam a análise jurídica e o desenvolvimento do Direito para a solução de conflitos típicos da era digital. O enfoque é dado, em especial, após um apanhado geral do Direito, às áreas do direito do consumidor, direito à imagem, delitos cibernéti