Pular para o conteúdo principal

Brasil é o segundo país mais atingido pelo vírus Conficker, diz F-Secure

Uma estimava do número de computadores infectados pelo vírus Conficker aponta o Brasil como o segundo país com mais endereços de IP infectados, atrás apenas da China. O endereço IP é o número atribuído a cada sistema na internet, o que significaria que o País teria também o segundo maior número de computadores infectados. A pesquisa foi realizada pela empresa de segurança F-Secure e divulgada na terça-feira (13).

A companhia de segurança detectou 38.277 IPs infectados na China e 34.814 no Brasil. Rússia, Índia, Ucrânia, Itália e Argentina aparecem na sequência, mas com números inferiores: 24.526 na Rússia e 11.675 na Argentina. O número de IPs não se traduz diretamente em número de computadores infectados -- o número de PCs é sempre maior do que o número de IPs.

Os países mais infectados:

IPs infectados País
38.277 China
34.814 Brasil
24.526 Rússia
16.497 Índia
14.767 Ucrânia
13.115 Itália
11.675 Argentina
11.117 Coreia do Sul
8.861 Romênia
6.166 Indonésia
Fonte: F-Secure

O Conficker tira proveito de uma vulnerabilidade corrigida em outubro pela Microsoft. Administradores e usuários não estão instalando a atualização que corrige a brecha, permitindo que o vírus continue se espalhando. Um engenheiro do suporte da Microsoft chegou a dizer que as pessoas estariam “jogando roleta russa” com seus sistemas ao ignorar a falha. Sem a atualização, um computador é infectado mesmo que não execute nenhum programa malicioso, pois a brecha pode ser explorada pela internet.

Para determinar o número de computadores infectados, a F-Secure aproveitou-se do recurso de atualização automática do vírus. Para não ser desativada, a praga não utiliza um endereço único de controle, mas acessa vários sites pré-determinados todos os dias procurando por algum que poderia controlá-la. Para continuar controlando as máquinas infectadas, o criminoso precisa apenas manter um desses sites em operação.

Isso permitiu que a F-Secure também registrasse alguns dos endereços pré-determinados e obtivesse acesso à rede de máquinas infectadas pelo vírus. A empresa detectou centenas de milhares de endereços IP tentando uma conexão ao falso “computador de controle” criado para a pesquisa. Como vários computadores podem estar atrás de um único IP, a estimativa final da F-Secure -- considerada “conservadora” pela empresa -- ficou em aproximadamente 2,4 milhões de computadores infectados.

Os especialistas finlandeses poderiam também desinfectar em massa os sistemas, porém a F-Secure prefere não fazê-lo por razões legais.

Para combater a praga, a Microsoft adicionou a detecção e remoção do Conficker ao Malicious Software Removal Tool (MSRT), uma ferramenta de remoção de código malicioso que é baixada pelo Windows Update e pelas atualizações automáticas.

Quem ainda não instalou a atualização deve fazê-lo o mais rápido possível usando o Microsoft Update (http://www.update.microsoft.com/microsoftupdate/) ou as atualizações automáticas, acessíveis pelo Painel de Controle.

Fonte: G1.com.br - Tecnologia, por Altiere Rohr

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Facebook: endereço de envio de intimações e/ou ordens judiciais

Achei interessante atualizar (fev/2018) esse post de outubro de 2011, visando deixar a informação mais correta e atualizada em relação aos procedimentos no Facebook:
Várias pessoas me perguntam(vam) sobre o endereço do Facebook, que anunciou, em 2011, abrir um escritório no Brasil.
Todo o procedimento de tratamento está explicado no nosso livro, escrito com o Dr. Higor Jorge: Crimes Cibernéticos - Ameaças e Procedimentos de Investigação. Veja como adquirir o livro: Como adquirir os livros? O resultado da pesquisa do registro do domínio nos remete a um escritório de registro de propriedade intelectual, porém, o escritório para envio de ordens judiciais e/ou intimações, além de requerimentos, é o seguinte: FACEBOOK SERVICOS ONLINE DO BRASIL LTDARua Leopoldo Couto de Magalhães Júnior, 700, 5º Andar, Bairro Itaim Bibi, São Paulo-SP, CEP 04542-000
- Fonte: Jucesp Online Não sabíamos como seria o tratamento das informações e respostas às solicitações das chamadas forças da lei (law enforcemen…

Estamos entre os melhores Delegados de Polícia, segundo Censos de 2017, 2018 e 2019

No ano de 2017 já havíamos sido agraciados com a distinção e citação dentre os melhores Delegados de Polícia na Categoria Jurídica. 


Em 2018 e 2019, segundo o Portal Nacional dos Delegados, fomos novamente escolhidos, dentre os Melhores Delegados de Polícia do Brasil, na Categoria Gestão.


Assim, ficamos muito lisonjeados pelo reconhecimento nacional em termos de gestão, especialmente pelo trabalho frente ao Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil, o CONCPC, e, também, da atividade de inteligência. Vejam a lista completa dos agraciados de 2019, clicando aqui.

Seguimos em frente. Deixamos a Chefia da Polícia Civil do RS, deixamos a área de inteligência, porém na vamos continuar nos dedicando à atividade de Segurança Pública.

Recomendações a pais, professores e escolas quanto às ameaças de atentado

Pós fato Suzano/SP, o alvoroço nas mídias sociais foi muito grande. Em alguns Estados mais do que outros. Muita trollagen para gerar pânico. Sendo assim, é importante algumas precauções por parte dos colégios/escolas:

Existência de meios físicos de contenção e controle:

- catraca/controle eletrônico de acesso
- controle de entrada e saída de visitantes, com registros de dados
- videomonitoramento, com gravação por pelo menos 10 dias. Ideal é 30 dias

Mecanismos preventivos:

- formatar equipe (interna ou mista interna/externa) de avaliação de ameaças;
- definir comportamentos por ordem de risco e necessidade de contingenciamento;
- definir condutas que demandam intervenção imediata (por exemplo, porte de arma, postagem em redes sociais);
- criar e gerir um sistema anônimo que permita reportar informações com condutas de risco (e-mail, telefone etc.);
- promover ambiente alicerçado em uma cultura de segurança, respeito, confiança e apoio emocional;
- incentivar alunos a compartilhar suas …