Pular para o conteúdo principal

O Facebook me estressa

Há alguns dias resolvi deletar meu Facebook. Sim, cometi o facebookicídio. Tinha mais de 2.700 "amigos". Aqueles que perceberam questionaram o motivo.

Fonte da imagem: Eating house
O motivo é um só: o Facebook estava me deixando estressado. Isso mesmo! Ficava estressado com a essa rede social. Aliás, fico estressado só de ver outras pessoas no Facebook.

É uma confissão? Sim! Não sei por que, mas considero perda de tempo ficar horas navegando por lá e não ver muita coisa de útil.

O que me deixou estressado? Muita futilidade; incomodações todas as horas, principalmente em momentos de descanso; postagens "sem conteúdo"; impertinências etc.

Estive lendo sobre "redes sociais" e "stress". A revista Galileu publicou uma matéria sobre o assunto, relatando uma pesquisa da Universidade Edinburgh Napier, que concluiu que o Facebook causa stress e ansiedade. Na mesma linha, a empresa Rebtel, conforme esta notícia. Outros reflexos também podem ocorrer, como problemas físicos (veja esta notícia de jovem italiano com sucessivos ataques de asma).

Mas o Facebook não é bom? Depende do ponto de vista: para encontrar pessoas e reencontra-las, sim! Para segurança pessoal, familiar e trabalho, em regra, não! A política de privacidade tende a usar todas as informações para fins próprios e tudo que postamos lá já não nos pertence.

Voltarei? Não sei. O que sei é que o Facebook guarda as minhas informações por seis meses. Por isso, ainda tenho tempo para pensar e, talvez, voltar. Assim, para quem quiser saber sobre as coisas, basta acompanhar por aqui e pelo Twitter: @EmersonWendt.

Comentários

Laurentino Mello disse…
Dr. Emerson, recomendo que analise a possibilidade de transformar seu perfil em fan page. Assim, não receberá feeds inúteis e poderá continuar com o compartilhamento das interessantes e importantes informações que sempre publica. além de poder mensurar o alcance das postagens.

Abraço!
Unknown disse…
Boa noite Dr.
Dr Emerson, estou com um problema e gostaria de saber como devo proceder:
Foi criado um perfil no Facebook se passando por minha empresa, um restaurante na cidade de Americana SP, entrei em contato com este perfil e solicitei que o apagasse de forma amigavel ,porém o "criador" do falso perfil se negou a faze-lo e disse que eu tomasse as medidas que achasse necessárias.
Não sei como devo proceder.
Desde ja agradeço
Eduardo


emersonwendt disse…
Laurentino, obrigado pela dica. Ainda tenho tempo para pensar. Abraço.
emersonwendt disse…
Eduardo, sugiro o registro de uma ocorrência e também de uma Ata Notarial em um tabelião. Após, procure um advogado para buscar a reparação de danos cíveis e encaminhamentos necessários.

Postagens mais visitadas deste blog

Facebook: endereço de envio de intimações e/ou ordens judiciais

Achei interessante atualizar (fev/2018) esse post de outubro de 2011, visando deixar a informação mais correta e atualizada em relação aos procedimentos no Facebook: Várias pessoas me perguntam(vam) sobre o endereço do Facebook, que anunciou, em 2011, abrir um escritório no Brasil. Todo o procedimento de tratamento está explicado no nosso livro, escrito com o Dr. Higor Jorge: Crimes Cibernéticos - Ameaças e Procedimentos de Investigação. Veja como adquirir o livro: Como adquirir os livros? O resultado da pesquisa do registro do domínio nos remete a um escritório de registro de propriedade intelectual, porém, o escritório para envio de ordens judiciais e/ou intimações, além de requerimentos, é o seguinte: FACEBOOK SERVICOS ONLINE DO BRASIL LTDA Rua Leopoldo Couto de Magalhães Júnior, 700, 5º Andar, Bairro Itaim Bibi, São Paulo-SP, CEP 04542-000 - Fonte:  Jucesp Online Não sabíamos como seria o tratamento das informações e respostas às solicitações das chamadas

Estamos entre os melhores Delegados de Polícia, segundo Censos de 2017, 2018 e 2019

No ano de 2017 já havíamos sido agraciados com a distinção e citação dentre os melhores Delegados de Polícia na Categoria Jurídica.  Em 2018 e 2019, segundo o Portal Nacional dos Delegados , fomos novamente escolhidos, dentre os Melhores Delegados de Polícia do Brasil, na Categoria Gestão. Assim, ficamos muito lisonjeados pelo reconhecimento nacional em termos de gestão , especialmente pelo trabalho frente ao Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil, o CONCPC, e, também, da atividade de inteligência. Vejam a lista completa dos agraciados de 2019, clicando aqui . Seguimos em frente. Deixamos a Chefia da Polícia Civil do RS, deixamos a área de inteligência, porém na vamos continuar nos dedicando à atividade de Segurança Pública.

Livro Direito & TI: Cibercrimes: debates contemporâneos sobre a ciberciminalidade

Em 2019 lançamos outro livro com destaque na área de Direito e Tecnologia da Informação. A obra Direito & TI: cibercrimes  contou com a participação de inúmeros autores do Brasil, México e Portugal. O release do livro: A cibersegurança é uma preocupação global, e as legislações têm muito a evoluir, pois a sociedade espera que o Direito resolva os problemas da Tecnologia da Informação, efetivando um controle sobre as condutas, quando essa perspectiva não é realista. O Direito tem a possibilidade de contingenciar os riscos do dia a dia de qualquer atividade, e, especialmente, o Direito Penal, deve ser a última razão de contingenciamento, estabelecendo a conduta e penas respectivas àquelas condutas que trazem danos aos dados ou a informação. Os autores: Emerson Wendt (organizador), Alberto Enrique Nava Garcés, Alesandro Gonçalves Barreto, Andrey Henrique Andreolla, David Augusto Fernandes, Diana Zanatta, Fernanda Brandt, Gabriel Araújo Souto, Iago de Pádua Grillo, Manuel David Massen