Pular para o conteúdo principal

Notícia boa: lançamento do livro Inteligência Policial

Compartilho com os leitores a alegria de estar lançando o segundo livro, agora em parceria com outro colega Delegado de Polícia, Alesandro Gonçalves Barreto, do Piauí. O título do livro é "Inteligência Digital" e o foco é em fontes abertas como ferramentas para produção de conhecimentos de inteligência e provas na investigação policial/criminal.

O projeto

O livro é um projeto antigo, de 2010, antes mesmo da ideia do livro sobre Crimes Cibernéticos (Ameaças e Procedimentos de Investigação), escrito com o colega Higor Jorge. A escrita inicial acabou suspensa por um período de quase dois anos e, após algumas novas trocas de e-mails, foi reativado em agosto de 2012, sendo terminado em dezembro. Algumas noites e finais de semana de pesquisa, trocas de mensagens por WhatsApp, Viber, Skype, SMS, e-mail etc., foram importantes para a conclusão desta obra, publicada também pela Brasport.

A escolha da editora

Escolhemos a Editora Brasport pelo trabalho em relação à primeira obra, pela segurança que demonstra na revisão, editoração e divulgação da obra, além de seu editor, Sérgio Martins, sequer ter pestanejado quando, em setembro de 2012, falei do projeto e da ideia do conteúdo do livro, aceitou publica-la.

A apresentação da obra e prefácios

Diferente da primeira obra, quando éramos desconhecidos e decidimos não escolher prefaciador(es) ou apresentador(es), no contexto da "Inteligência Digital" optamos por convidar a apresentar a obra um jornalista gaúcho, André Machado, bastante conhecido e premiado no Estado e, também, para prefaciar a obra escolhemos o Delegado de Polícia de Rondônia, atualmente o Coordenador-Geral de Inteligência da Senasp, Dr. André Fagundes Mendes. Os dois nos orgulharam muito com suas palavras!

O lançamento

Desde o reinício do projeto eu e Alesandro pensávamos em lançar o livro durante um Encontro dos Chefes de Organismos de Inteligência - ENCHOI, organizado pela Coordenação-Geral de Inteligência (CGI/SENASP). Felizmente, teremos essa possibilidade na próxima semana, durante a feira latino-americana - LAAD, no Rio de Janeiro. Na sequência, o livro será lançado em São Paulo, Rio Grande do Sul e Piauí. Datas prévias de lançamento:

- Rio de Janeiro, no Rio Centro, durante a LAAD - dia 11/04/2013

- São Paulo, durante o Hacking Day, no dia 13/04/2013, pela manhã (confira a agenda)

- Rio Grande do Sul, na Livraria Saraiva (Iguatemi), no dia 15/05/2013, à noite

O conteúdo

A ideia com esta obra foi produzir um conteúdo relacionado à coleta e busca de dados em ambiente digital, virtual ou não, mediante o uso de tecnologias e ferramentas existentes, gratuitas ou não, em fontes abertas e/ou restritas.

A proposta (sumário neste link), no entanto, não é ensinar ao leitor – seja policial, jornalista, advogado etc. – todas as estratégias da produção de conhecimento com base em fontes digitais, mas dar dicas e criar condições para que obtenha conhecimentos básicos e possa exercitar algumas habilidades necessárias ao serviço profissional da área de segurança pública, em colaboração com a Inteligência Policial e de Segurança Pública e a Investigação Policial.

De outra parte, a curiosidade do analista/investigador e sua perspicácia na utilização das ferramentas disponíveis na web fará com que obtenha sucesso em seu trabalho.

Os autores

Emerson Wendt

Delegado de Polícia Civil do RS. Formado em Direito pela Universidade Federal de Santa Maria e Pós-graduado em Direito pela URI-Frederico Westphalen. Diretor do Gabinete de Inteligência e Assuntos Estratégicos da Polícia Civil gaúcha e Professor da Academia de Polícia Civil nas cadeiras de Inteligência Policial e Investigação Criminal – ACADEPOL/PC/RS. Professor convidado em vários cursos de pós-graduação e extensão, incluindo Academias de Polícia Civil de diversos estados. Também é professor convidado em vários cursos de pós-graduação e extensão. Membro da Associação Internacional de Investigação de Crimes de Alta Tecnologia (HTCIA) e Membro Consultor da Comissão de Direito Eletrônico e Crimes de Alta Tecnologia da OAB/SP.

Alesandro Gonçalves Barreto

Alesandro Gonçalves Barreto é Delegado de Polícia Civil do PI. Formado em Direito pela URCA (Universidade Regional do Cariri) e Pós-graduado em Direito pelo Centro de Estudos Jurídicos – UFPI. Coordenador do Núcleo de Inteligência da Secretaria de Segurança Pública do Piauí e Professor da Academia de Polícia Civil do Piauí nas cadeiras de Inteligência Policial e Investigação Criminal I e II – ACADEPOL/PC/PI.


O link de compra
O livro já pode ser consultado no site da Editora Brasport, neste link.

Espero que gostem!!!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Facebook: endereço de envio de intimações e/ou ordens judiciais

Achei interessante atualizar (fev/2018) esse post de outubro de 2011, visando deixar a informação mais correta e atualizada em relação aos procedimentos no Facebook:
Várias pessoas me perguntam(vam) sobre o endereço do Facebook, que anunciou, em 2011, abrir um escritório no Brasil.
Todo o procedimento de tratamento está explicado no nosso livro, escrito com o Dr. Higor Jorge: Crimes Cibernéticos - Ameaças e Procedimentos de Investigação. Veja como adquirir o livro: Como adquirir os livros? O resultado da pesquisa do registro do domínio nos remete a um escritório de registro de propriedade intelectual, porém, o escritório para envio de ordens judiciais e/ou intimações, além de requerimentos, é o seguinte: FACEBOOK SERVICOS ONLINE DO BRASIL LTDARua Leopoldo Couto de Magalhães Júnior, 700, 5º Andar, Bairro Itaim Bibi, São Paulo-SP, CEP 04542-000
- Fonte: Jucesp Online Não sabíamos como seria o tratamento das informações e respostas às solicitações das chamadas forças da lei (law enforcemen…

Recomendações a pais, professores e escolas quanto às ameaças de atentado

Pós fato Suzano/SP, o alvoroço nas mídias sociais foi muito grande. Em alguns Estados mais do que outros. Muita trollagen para gerar pânico. Sendo assim, é importante algumas precauções por parte dos colégios/escolas:

Existência de meios físicos de contenção e controle:

- catraca/controle eletrônico de acesso
- controle de entrada e saída de visitantes, com registros de dados
- videomonitoramento, com gravação por pelo menos 10 dias. Ideal é 30 dias

Mecanismos preventivos:

- formatar equipe (interna ou mista interna/externa) de avaliação de ameaças;
- definir comportamentos por ordem de risco e necessidade de contingenciamento;
- definir condutas que demandam intervenção imediata (por exemplo, porte de arma, postagem em redes sociais);
- criar e gerir um sistema anônimo que permita reportar informações com condutas de risco (e-mail, telefone etc.);
- promover ambiente alicerçado em uma cultura de segurança, respeito, confiança e apoio emocional;
- incentivar alunos a compartilhar suas …

Estamos entre os melhores Delegados de Polícia, segundo Censos de 2017, 2018 e 2019

No ano de 2017 já havíamos sido agraciados com a distinção e citação dentre os melhores Delegados de Polícia na Categoria Jurídica. 


Em 2018 e 2019, segundo o Portal Nacional dos Delegados, fomos novamente escolhidos, dentre os Melhores Delegados de Polícia do Brasil, na Categoria Gestão.


Assim, ficamos muito lisonjeados pelo reconhecimento nacional em termos de gestão, especialmente pelo trabalho frente ao Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil, o CONCPC, e, também, da atividade de inteligência. Vejam a lista completa dos agraciados de 2019, clicando aqui.

Seguimos em frente. Deixamos a Chefia da Polícia Civil do RS, deixamos a área de inteligência, porém na vamos continuar nos dedicando à atividade de Segurança Pública.