Pular para o conteúdo principal

Especialização em Direito Eletrônico e Inteligência Cibernética - FADISP

Há algum tempo que não postava nada no Blog, mais por falta de tempo do que qualquer outra coisa. Volto para divulgar a Especialização em Direito Eletrônico e Inteligência Cibernética da FADISP, curso em que ministrarei algumas aulas.

Eis o conteúdo da divulgação oficial. Mais detalhes diretamente no site da FADISP, clicando aqui.

O Direito Eletrônico esta presente em todas as outras áreas do Direito. No campo trabalhista, com decisões inéditas que tratam do monitoramento eletrônico, na vertente cível temos a recuperação de perfis e identidades por medidas liminares, no campo penal com as mais diversas formas de crimes praticados com o uso da tecnologia e internet, inclusive o estelionato eletrônico. Dentro deste importante cenário a FADISP inicia um foro internacional inédito de discussão e pesquisa sobre as Novas Tecnologias avançadas, crimes cibernéticos e formas de proteção, projetando seus alunos e pesquisadores para uma rede de relacionamento e cooperação internacional, imprescindível e para a mundialização do mercado de trabalho. A inteligência cibernética é um dos mais importantes cenários de estudo para a compreensão da tecnologia e perícias em informática existentes na América Latina. 

A Coordenação da FADISP estruturou com uma agenda completa de palestras com conteúdo técnico e científico, assim como uma programação estruturada pelos maiores especialistas da área de Informática, renomados especialistas e consultores, acadêmicos de diversas universidades brasileiras e do exterior, com a revisão e adaptação por executivos de importantes corporações de base tecnológica, além de instituições de representação da sociedade civil brasileira e internacional. A FADISP se destaca pelo seu Mestrado e Doutorado.
Mais do que uma pós-graduação o aluno irá atuar em um centro de pesquisas e debates permanente lhe proporcionando interagir com os principais Representantes de Governo e Inteligência Cibernética, setor Bancário e Comércio e Indústria onde especialistas profissionais de informática forense e pesquisadores de todas as partes do mundo podem apresentar seus mais recentes resultados de pesquisa e investigação em todos os aspectos relacionados ao Direito Eletrônico, ambiente da internet e crimes cibernéticos, governança corporativa e segurança da informação proporcionando uma multiplicidade de conhecimentos e uma maximização de resultados profissionais e acadêmicos. Além de sessões técnicas com a apresentação de professores convidados do exterior, produção de artigos e participação em conferências o curso oferece, também, seminários, treinamentos, apresentações técnicas, laboratórios e exibições técnico científicas de cases.

Objetivo

O curso de Especialização em Direito Eletrônico e Inteligência Cibernética tem como objetivo geral primário o aperfeiçoamento da formação de operadores do direito e profissionais da área da perícia e tecnologia, dotando-os de instrumental prático e teórico que lhes possibilite o aprimoramento operacional na área específica de atuação, principalmente, ao se relacionar com as novas tecnologias de ponta e os novos fenômenos do Governo Eletrônico, Sociedade da Informação e crimes cibernéticos.

Capacitar o profissional do direito e de outras áreas, por meio de formação crítica, para os novos enfoques e desafios do Direito aplicados aos meios eletrônicos e aos fenômenos da era da internet;
Examinar o direito e as novas tecnologias à luz do direito pátrio e estrangeiro;
Estudar os temas que envolvem o direito e as novas tecnologias, notadamente as alterações ocorridas na legislação durante os anos de 2000 a 2010, bem como os projetos de lei que tratam dos temas;
Interação direta com palestrantes e professores convidados do Brasil e de outros Países para a troca de experiência, capacitando o aluno no que há de mais moderno e a atual em termos de novas tecnologias e seus desafios;
Aprimorar os conhecimentos técnicos e científicos de profissionais, por meio do estudo dos princípios e enunciados que molduram os ramos do direito que se relacionam com as novas tecnologias, com ênfase nos problemas e questões de ordem prática e da atualidade.

Diferencial

O Programa de Especialização em Direito Eletrônico e Inteligência Cibernética surge da conjugação de dois fatores contemporâneos: a necessidade de revitalização cultural e legal do ordenamento jurídico e das posturas de Governança de Tecnologia da Informação e Computação Forense. Discutir o papel desse sistema como regulador social e propiciar ao operador do direito conhecimento atualizado sobre seus mecanismos – estes mesmos em contínua transformação – justificam a oferta do Programa que buscará, pela estrutura de sua concepção e metodologia de suas aulas e avaliações dotar o corpo discente de arsenal crítico para compreender o cenário acima apresentado e posicionar-se como elemento de sua transformação interior e de seu “modus- operandi” profissional.


O curso é uma ótima oportunidade para quem quer se aperfeiçoar nessa área. A especialização é coordenada pelo Dr. Coriolano Aurélio de Almeida Camargo Santos, Presidente da Comissão de Crimes de Alta Tecnologia - OABSP.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Facebook: endereço de envio de intimações e/ou ordens judiciais

Achei interessante atualizar (fev/2018) esse post de outubro de 2011, visando deixar a informação mais correta e atualizada em relação aos procedimentos no Facebook: Várias pessoas me perguntam(vam) sobre o endereço do Facebook, que anunciou, em 2011, abrir um escritório no Brasil. Todo o procedimento de tratamento está explicado no nosso livro, escrito com o Dr. Higor Jorge: Crimes Cibernéticos - Ameaças e Procedimentos de Investigação. Veja como adquirir o livro: Como adquirir os livros? O resultado da pesquisa do registro do domínio nos remete a um escritório de registro de propriedade intelectual, porém, o escritório para envio de ordens judiciais e/ou intimações, além de requerimentos, é o seguinte: FACEBOOK SERVICOS ONLINE DO BRASIL LTDA Rua Leopoldo Couto de Magalhães Júnior, 700, 5º Andar, Bairro Itaim Bibi, São Paulo-SP, CEP 04542-000 - Fonte:  Jucesp Online Não sabíamos como seria o tratamento das informações e respostas às solicitações das chamadas

Estamos entre os melhores Delegados de Polícia, segundo Censos de 2017, 2018 e 2019

No ano de 2017 já havíamos sido agraciados com a distinção e citação dentre os melhores Delegados de Polícia na Categoria Jurídica.  Em 2018 e 2019, segundo o Portal Nacional dos Delegados , fomos novamente escolhidos, dentre os Melhores Delegados de Polícia do Brasil, na Categoria Gestão. Assim, ficamos muito lisonjeados pelo reconhecimento nacional em termos de gestão , especialmente pelo trabalho frente ao Conselho Nacional de Chefes de Polícia Civil, o CONCPC, e, também, da atividade de inteligência. Vejam a lista completa dos agraciados de 2019, clicando aqui . Seguimos em frente. Deixamos a Chefia da Polícia Civil do RS, deixamos a área de inteligência, porém na vamos continuar nos dedicando à atividade de Segurança Pública.

Tecnologia da Informação & Direito: um livro para o profissional de TIC

Após um longo período do projeto, iniciado lá em 2014 e interrompido em 2015, finalmente (não é em tom de reclamação, mas motivado pela falta de tempo!), lancamos em 2018 o livro: Tecnologia da Informação & Direito. O livro é fruto de uma parceria com a Profª Drª Ângela Kretschmann e visa a trazer aos neófitos nos estudos da interação entre as novas tecnologias e a percepção/recepção pelo Direito, especialmente no brasileiro. Um pouco sobre o livro: Existe um diálogo muito produtivo entre os profissionais da área jurídica e os da tecnológica, que promove contínuo aperfeiçoamento dos dois campos. Nesse sentido, o livro aborda uma noção geral que envolve o estudo do Direito e da Tecnologia, os principais pontos polêmicos que instigam a análise jurídica e o desenvolvimento do Direito para a solução de conflitos típicos da era digital. O enfoque é dado, em especial, após um apanhado geral do Direito, às áreas do direito do consumidor, direito à imagem, delitos cibernéti