quinta-feira, 20 de agosto de 2009

Notícia: Hacker é indiciado por divulgar na web dados de clientes da Telefônica


Polícia Civil paulista cumpriu mandado de busca e apreensão na quarta (19).
Programador conhecido como K Max pode pegar até quatro anos de prisão.

A Polícia Civil do estado de São Paulo indiciou, na noite de quarta-feira, um programador de 28 anos. Conhecido na internet como K Max, ele é suspeito de invadir o banco de dados de clientes da Telefônica e disponibilizar essas informações na internet.

Segundo comunicado da Polícia Civil, a equipe da Delegacia de Repressão a Crimes Cometidos por Meios Eletrônicos do Deic (Departamento de Investigações sobre Crime Organizado) cumpriu mandado de busca e apreensão na casa do programador em Itapevi, na grande São Paulo.

No local, foram apreendidos computadores pessoais e CDs, que serão periciados. Indiciado pelo crime de divulgação de segredos qualificado, o homem pode pegar de um a quatro anos de prisão.

“A partir do site da empresa [Telefônica], o programador conseguiu acessar dados pessoais dos clientes. Depois, disponibilizou as informações a quem estivesse interessado”, afirmou o delegado José Mariano de Araújo Filho, titular da DRCCMeios Eletrônicos.

Ainda de acordo com o delegado, o programador também sequestrou comunidades do site de relacionamentos Orkut. Em outra ação, impediu que alguns participantes do evento de tecnologia Campus Party, realizado em 2008 com patrocínio da Telefônica, acessassem sites como o YouTube e o Google.

O comunicado da Polícia Federal diz que o programador admitiu todas as invasões.

Fonte: G1 de São Paulo

Nenhum comentário: