quarta-feira, 10 de junho de 2009

Notícia: Senado terá audiência sobre falhas no Google


Google Suggest em cheque!!!

Brasília e Rio - O relator da CPI da Pedofilia, senador Demóstenes Torres (DEM-GO), anunciou ontem a convocação de uma audiência pública para discutir as falhas no novo sistema de buscas do Google. A ferramenta batizada de Google Suggest (Sugestão Google) foi lançada no último dia 25 e apresentava, antes que o usuário concluísse a digitação de sua pesquisa, atalhos para sites com conteúdos de pornografia infantil. Desde ontem, por iniciativa da empresa, as expressões com indicação de pedofilia mais procuradas já não aparecem mais entre as sugestões do site.

A convocação de uma audiência para discutir a ferramente criada pelo site teve o apoio do presidente da CPI, Senador Magno Malta (PR-ES), e de outros parlamentares como os líderes do PT e do PSDB no Senado, senadores Aloísio Mercadante e Arthur Virgílio. Todos se mostraram preocupados com o problema denunciado por O DIA.

Além de executivos do Google, serão convidados representantes da Polícia Federal, do Ministério Público Federal, da ONG SaferNet, que atua no combate a crimes virtuais e também da Microsoft.

Desde domingo O DIA mostra que a ferramenta sugeria páginas com fotos e vídeos de crianças nuas ou praticando sexo com adultos. Em pesquisas com palavras como ‘meninas’ ou ‘adolescentes’, o usuário recebia, antes de terminar de digitar, até 10 sugestões de termos como ‘meninas de 13 anos perdendo a virgindade’ ou ‘adolescente nua’.

“O advogado do Google me ligou dizendo que já estava corrigindo o problema. Mas precisamos verificar se o problema foi realmente solucionado e ficar atentos para que não se repita”, afirmou o senador Demóstenes Torres que ontem fez um pronunciamento no Plenário sobre o tema.

Presidente da CPI da Pedofilia, o senador Magno Malta também ficou indignado com a falha. “É preciso que o próprio Google esteja vigilante, conforme se comprometeu no termo assinado com o MPF”. A data da audiência pública só será definida amanhã.

Técnicos começam a mudar sistema que faz sugestões

Dois dias depois das denúncias que apontavam as falhas no Google Suggest, os representantes da empresa no Brasil anunciaram as primeiras mudanças no sistema. Em vez de apresentar indiscriminadamente as 10 pesquisas mais realizadas com os termos digitados pelos usuários, o site fará uma nova filtragem para evitar a indicação de trechos com conotações pornográficas.

“Isso (Google Suggest) é uma ferramenta nova. Portanto é natural que ela apresenta algumas distorções, já que não era feita nenhuma edição prévia. Tão logo a gente tomou conhecimento através das reportagens de O DIA da existência desses desvios, pudemos ajustar a ferramenta para que ela analise melhor o termos buscados”, explicou o diretor de comunicação do Google Brasil, Félix Ximenes.

“Os ajustes já começaram a ser feitos para identificar todas as palavras que se apresentem com esse contexto (pornográfico). É nossa responsabilidade agir em casos como esse”, concluiu.

COBRANÇA

Ao tomar conhecimento das falhas no Google Suggest, o Ministério Público Estadual do Rio condenou as sugestões apresentadas pelo site de buscas.

Chefe da Divisão de Direitos Humanos da Polícia Federal, a delegada Leila Vidal determinou a abertura de investigação para apurar os problemas no novo sistema.

Os Procuradores do Ministério Público Federal no Rio solicitaram a retirada dos termos pornográficos e destacaram a necessidade de aumentar a fiscalização para evitar a indicação de sites com conteúdo criminoso.

Fonte: O Dia e Primeira Edição

Obs.: O assunto já vinha em pauta há dois dias na imprensa e uma parte das falhas já foram corrigidas pelo Google, que não dá mais o sugestionamento ao digitar o termo "menina", porém outros itens ainda tem sugestionamentos. Emerson Wendt

Nenhum comentário: